Publicado em: 30/03/2017 15h04 - Atualizado em 03/04/2017 10h15

Márcia Reis desponta nos pódios de Motovelocidade e Supermoto

Gaúcha deixou o Sul para morar em São Paulo e mudou de vida

Anieli Barboni
A piloto profissional Márcia Reis provou para muitos machões que a direção sobre duas rodas também é para as mulheres, e já ocupou o lugar de muitos homens no pódio, por mérito dela. Além disso, Márcia provou mais uma vez que a idade não é empecilho para dar um novo rumo à vida. Com 43 anos de idade, Márcia é piloto profissional de Motovelocidade e Supermoto, instrutora, personal, palestrante e colunista em dois sites, além de escrever para seu blog (quersabermr97.blogspot.com.br) e lançar neste ano a campanha nacional Pilote Equipado e Consciente.
A gaúcha de Porto Alegre, que mora em Indaiatuba há pouco mais de dois meses, recebeu à reportagem em sua casa e contou como é seu mundo em duas rodas. Sua primeira moto foi uma Kawasaki Ninja 250R, que comprou para fazer cursos de pilotagem e track days, mas desde os 13 anos de idade já tinha contato com motos de trilha. "Em 2012 me convidaram para participar de uma etapa do GP gaúcho de Motovelocidade. Vim para São Paulo e em 2014 fui convidada para competir com os homens do Superbike Series Brasil. Eles me convidaram por causa de um vídeo meu que estava na internet e de lá para cá me dedico à pilotagem", conta a piloto que, em 2015, no Grid Feminino que foi realizado a 7ª Etapa do Superbike, ficou em 2º lugar na geral e 1º da categoria 500cc. Na classificação do Campeonato Brasileiro na Copa Honda CBR 500R, categoria Light, Márcia ficou em 3º lugar entre as 18 participantes.
Em 2016, Márcia conquistou o 1º lugar da prova de Endurance nas 500 Milhas de Motovelocidade e também começou a competir no Supermoto, onde atualmente é vice-campeã no Campeonato Brasileiro. No início deste ano, Márcia participou da prova de Endurance nas 500 Milhas de Motovelocidade, em fevereiro, e ficou com o 3º lugar na categoria geral. E na categoria 500cc na prova das 100 Milhas, com sua companheira de equipe Indy Muñoz, foi a primeira dupla feminina a participar dessa prova e também a subir ao pódio. A gaúcha também foi a única mulher a correr entre os homens na 1ª etapa do Supermoto e ficou em 5º lugar.
Para atrair as mulheres à pista, desde 2015, Márcia trabalha com a campanha Vem Para Pista Mulherada. "Estou tentando trazer mais mulheres para o campeonato", continua. "Por ser mulher, nunca senti preconceito, todos os pilotos são bem receptivos e têm muito respeito, mas depois que colocou o capacete e o macacão, tudo é igual, não tem esta de 'vamos cuidar porque é mulher'. Eles vêm para cima mesmo", acrescenta.
Hoje, Márcia é apaixonada pela competição de Supermoto. "Gosto do Superbike, foi onde me abriram oportunidades, mas na Supermoto nos divertimos bastante porque a competitividade é maior, exige mais 'braço' do que apenas o motor da moto. E nas duas motos não é apenas sentar e acelerar, este esporte exige preparo físico. O medo surge toda vez que colocamos o capacete porque na competição 'brincamos' com nossa vida, mas é uma sensação de liberdade muito grande, inexplicável", finaliza.
Márcia é uma das únicas mulheres do país que compete entre os homens e garante pódio Márcia é uma das únicas mulheres do país que compete entre os homens e garante pódio (Crédito: Divulgação)
Márcia emagreceu 20kg e se dedica à modalidade sobre rodas Márcia emagreceu 20kg e se dedica à modalidade sobre rodas (Crédito: Divulgação)

Atleta ministra palestras sobre segurança

Aos 39 anos, Márcia fez uma mudança em sua vida. Após se separar, deixou seu cargo de gerente comercial e emagreceu 20 quilos para se dedicar ao seu hobby, que hoje é sua profissão. "Dizem que a vida começa aos 40 anos e realmente para mim começou. Fiz minha estreia em Interlagos um mês antes de completar 40 anos e desde 2014 estou vivendo de motovelocidade com as aulas e patrocínio".
Além de competir no Paulista e no Brasileiro de Supermoto e Superbike neste ano, Márcia continua se dedicando ao seu trabalho, que também envolve moto. "Dou aulas de pilotagem para grupos específicos e ministro palestra sobre segurança. Lancei a campanha Pilote Equipado e Consciente no início do ano, no Rio de Janeiro, para incentivar o uso de equipamento de proteção", conta. Para falar com Márcia, o contato dela é pelo e-mail contato@marciareis97.com.br ou pelo telefone (14) 98107-5680.
Márcia volta à pista do Superbike no dia 23 de abril e em maio compete em mais uma etapa do Supermoto. "Neste ano faço parte da equipe Motonil Racing Team. Espero ter bons resultados, assim como nas últimas etapas que participei. Agora será mais difícil, porque estou na categoria Pro, onde a competitividade é maior, mas que venham novos pódios", afirma.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • A VIGILANTE DO AMANHÃ: GHOST IN THE SHELL
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • POWER RANGERS
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA
  • KONG: A ILHA DA CAVEIRA
  • LOGAN
  • UM LIMITE ENTRE NÓS