Publicado em: 13/04/2017 17h43 - Atualizado em 18/04/2017 10h37

Polícia Militar aguarda concessão de terreno para construir sede

Pedido está sendo analisado pelo Executivo

Adriana Brumer Lourencini
Werner Münchow Terreno no Jardim Belo Horizonte pode servir para nova sede, já que atual é alugada
Recentemente, a Polícia Militar de Indaiatuba efetuou a solicitação de um terreno para a construção de sede própria. O ofício foi protocolado há cerca de um mês pelo Capitão da 4ª Companhia do 47º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPMI), Alexandre Valério de Freitas, e recebeu o apoio dos vereadores Alexandre Peres (SD) e João de Souza Neto, o Januba (DEM).
Os policiais militares reivindicam a concessão do local para o prédio, pois o imóvel que a corporação ocupa hoje é alugado. Segundo o Capitão Valério, a planta padrão do terreno, elaborada pelo Comando da PM, em São Paulo, foi apresentada durante uma reunião com o vice-prefeito Túlio José Tomass do Couto (PMDB) e o secretário municipal de Segurança, Alexandre Guedes Pinto. "O espaço deve ter entre 3 mil e 3,5 mil metros quadrados, a fim de abrigar a sede, as viaturas e veículos do público externo, vestiários, entre outros", explica o comandante da PM de Indaiatuba.
Ele lembra que o município vem crescendo de forma acelerada, e que a PM deve acompanhar essa expansão, para melhor atender à população. "Hoje temos um efetivo de 111 homens e este número deve aumentar, conforme a demanda da cidade, o que exige um espaço mais adequado", complementa.
Em entrevista à Tribuna, o vereador Alexandre Peres disse que entrou com a indicação do pedido de uma área para a PM. "Eu sempre participo das reuniões do Conselho Municipal de Segurança e percebi a necessidade da corporação ter seu próprio espaço. Ademais, Indaiatuba possui muitas áreas de concessão", afirmou.
A solicitação da PM não é novidade, já que em julho de 2008, época da gestão de José Onério, a Lei 5.400 propunha a doação de uma área pertencente ao patrimônio público à corporação. Contudo, o projeto não foi adiante. "Acontece que as concessões possuem prazo de início e término. Como não houve a construção, a lei perdeu a validade", esclarece Alexandre.
O vereador conta que ele e Januba encontraram uma área condizente com a planta da PM, no Jardim Belo Horizonte. "O terreno fica na Rua Silvio Talli, e fomos até lá avaliar. O Capitão também visitou o local e aprovou a escolha", narra. "Então, esta semana encaminhamos a indicação ao vice-prefeito, e este deverá apresentá-la ao Executivo", conclui o vereador.
Viaturas
Além da sede própria, Alexandre Peres cita ainda a situação das viaturas da PM. "Entre automóveis e motocicletas, a corporação conta com 23 veículos. Porém, somente nove ou dez viaturas estão rodando. As motos estão todas em operação", observa. "Nós também enviamos um ofício ao Coronel Nivaldo, Comandante da PM no Estado, questionando a possibilidade de aquisição de novas viaturas. Em breve, vamos tentar marcar um encontro na Secretaria de Estado, levando todas as demandas", emenda o vereador. Já o Capitão Valério aponta que a situação das viaturas está se normalizando. "A renovação da frota deverá ser feita dentro em breve", pontua.
A Secretaria de Estado de Segurança Pública, por meio da assessoria do 47º BPMI, foi questionada pela reportagem sobre a necessidade de novos veículos, mas não respondeu a nenhuma das perguntas. Em relação à concessão do terreno, a assessoria da Prefeitura informou que o prefeito deverá sancionar Lei Municipal, autorizando a doação, e que a área de destino terá por base as dimensões básicas previstas para edificações da PM. As obras serão realizadas conforme as prioridades e a disponibilidade dos recursos financeiros em futuras previsões orçamentárias.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VELOZES E FURIOSOS 8
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA
  • A CABANA
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA