Publicado em: 30/06/2017 19h17 - Atualizado em 05/07/2017 09h53

Suspeito de matar instrutor é preso

Policia Civil esclarece autor dos tiros que matou instrutor de autoescola

Manoel de Miranda
Werner Münchow Acusado de matar o instrutor foi preso no início da noite de ontem, dia 30, em Indaiatuba
No final da tarde de ontem, dia 30, graças ao trabalho do delegado do 1º Distrito Policial, Danilo Amacio Leme, e sua equipe de investigadores, foi possível esclarecer o homicídio ocorrido na noite do dia 16 de junho, na Rua dos indaiás, de fronte a uma autoescola, onde o instrutor Marcos Roberto Ribeiro, de 36 anos, foi assassinado com cinco tiros a curta distância.
Com base nas imagens do CPOI (Centro Operacional de Inteligência), foi possível identificar o carro, um carro Corsa, branco, com placa de Indaiatuba, que passou de fronte a autoescola, onde deixou o acusado de autor do crime, Leandro de Paula da silva, de 35 anos, morador do Jardim Paulista. Na ocasião, Leandro trajava uma blusa de moletom vermelha com capuz, e ficou de fronte uma loja de material de construção, próximo ao local do crime, por mais de 1h esperando a chegada do instrutor, que dava aula. As imagens do COI montaram também que após o crime, Leandro correu sentido Bairro ao Centro, pela Rua dos Indaiás, ate a rotatória do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), onde pegou carona com o motorista do Corsa branco, mesmo veículo que o levou ao local do crime, e fugiram em direção a Zona Sul.
Ainda segundo as investigações, dois dias antes do crime, dia 14 de junho, o acusado esteve na autoescola perguntando pelos funcionários, trajando a mesma blusa de moletom vermelha. No dia do crime, Leandro ficou esperando de fronte a casa de material de construção e de lá dava para ver a autoescola até a chegada do instrutor. Depois que disparou o 1º tiro, Marcos caiu junto com a moto que iria dar aula, e caído recebeu outros quatro disparos, que foram fatais.
Na tarde de ontem, com base nas provas documentais, o juiz da 1ª Vara Criminal, Doutor José Eduardo da Costa, com aval do Ministério Público, decretou a prisão temporário, por 30 dias, contra o acusado pelo crime.

Delegado Danilo Amancio Leme aponta que crime foi passional

O crime foi passional, segundo o delegado Danilo Amacio Leme. No entender dele, a única hipótese levantada pela investigação da Polícia Civil determinou que Leandro tinha um caso com uma moradora do Jardim Portal do Sol, proprietária do Corsa branco. Em agosto de 2016, ele conheceu uma moça mais jovem, tendo com ela um relacionamento e a pediu em noivado, separando-se da proprietária do Corsa. Posteriormente, Leandro descobriu que sua namorada teve um caso com um instrutor de autoescola, o Marcos, gerando assim uma revolta grande, ao ponto de Leandro pensar em vingança. Neste meio tempo, Leandro reatou o relacionamento com a proprietária do Corsa, com quem estava atualmente.
Após as investigações, a Justiça também autorizou busca e apreensão na residência de Leandro, no Jardim Paulista, onde foi encontrada a blusa vermelha usada no dia do crime, e na residência da proprietária do Corsa, moradora do Jardim Portal do Sol. Com base nas provas materiais e imagens, o delegado Leme indiciou no começo da noite de ontem, dia 30, o cobrador de ônibus Leandro de Paula da Silva pelo homicídio praticado na noite do dia 16 de junho. Para o enriquecimento das provas, duas testemunhas, protegidas pela Corregedoria Geral da Justiça, reconheceram Leandro como sendo o autor do disparo que vitimou o instrutor.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • MEU MALVADO FAVORITO 3
  • UMA FAMÍLIA DE DOIS
  • O CÍRCULO
  • MEUS 15 ANOS
  • BAYWATCH - S.O.S MALIBU
  • UM TIO QUASE PERFEITO
  • A MÚMIA
  •  MULHER MARAVILHA
  • PIRATAS DO CARIBE: A VINGANÇA DE SALAZAR