Publicado em: 01/09/2017 19h14 - Atualizado em 04/09/2017 10h30

Justiça decreta prisão preventiva de acusados da morte de instrutor de autoescola

Marcos Roberto Ribeiro foi assassinado com cinco tiros no dia 16 de junho deste ano

Manoel de Miranda
Werner Munchow Crime aconteceu na noite do dia 16 de junho, no bairro Santa Cruz
Foi decretada a prisão preventiva dos acusados de matar o instrutor de autoescola, Marcos Roberto Ribeiro, de 36 anos, que foi assassinado com cinco tiros a curta distância, na noite do dia 16 de junho, no bairro Santa Cruz.
Depois de um inquérito policial perfeito e coberto de provas probatórias, sob a presidência do delegado do 1º Distrito Policial, Danilo Amâncio Leme, que tramitou no cartório da escrivã Maria Brígida, em que foram ouvidas 17 testemunhas, o processo foi rapidamente concluído, relatado e enviado ao representante do Ministério Público, o Promotor de Justiça, Ricardo Ferracini Neto, que no mesmo dia denunciou os dois acusados no assassinato do instrutor. No dia 25 de agosto, o Juiz da 1ª Vara Criminal, José Eduardo da Costa, acatou a denúncia do Ministério Público e decretou a prisão preventiva dos acusados Leandro de Paula da Silva, de 36 anos, e seu cunhado, José Nilton de Araújo Lima, de 36 anos, por homicídio simples, mas com evidências de ter sido motivado por crime passional. Assim sendo, ambos permanecerão presos até serem levados à Juri Popular, que deverá ocorrer somente no ano que vem. A prisão preventiva foi decretada pelo Juiz da 1.a Vara Criminal, após o vencimento do prazo da prisão temporária por 60 dias, decretada pelo mesmo juiz.
No que tange ao pedido de decretação da prisão preventiva, os pressupostos para a concessão da medida estão perfeitamente delineados, justificou o Juiz da 1ª Vara Criminal, José Eduardo da Costa, acrescentando que de fato os acusados articularam o homicídio previamente, bem como a vítima foi assassinada em via pública, em frente a várias testemunhas que reconheceram o autor.
Relembre
No começo da noite do dia 16 de junho, o instrutor Marcos Roberto Ribeiro foi morto com cinco tiros defronte a autoescola onde trabalhava, no Bairro Santa Cruz . Ele estava em cima da motocicleta para dar aulas prática a uma aluna, quando foi surpreendido com a presença do atirador, que aproximou-se a curta distância e disparou cinco vezes. Ele chegou a ser socorrido por uma Viatura do GAP (Grupo de Apoio Preventivo) da Guarda Civil e morreu após ter dado entrada ao PS do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc).
Praticado o homicídio, o autor dos disparos, identificado como sendo o cobrador de ônibus, Leandro de Paula da Silva, de 36 anos, fugiu a pé descendo a Rua dos Indaiás em direção a Avenida Francisco de Paula Leite, subindo posteriormente no próprio Corsa branco que o levou ao local do crime, posteriormente descoberto pelas imagens do Centro Operacional de Inteligência (COI), que seu cunhado, José Nilton de Araújo Lima, de 36 anos, era o motorista.
A confirmação de José Nilton que ele estava dirigindo o Corsa branco veio nas investigações da Polícia Civil, depois que a companheira de Leandro tentar incriminar o próprio irmão, José Nilton, como autor dos disparos para livrar a acusação contra Leandro.
Por outro lado, as imagens do Sistema de Monitoramento mostram claramente o Corsa branco passando pelo local do crime e estacionado no outro lado da Rua dos Indaiás, em que o passageiro Leandro desce e fica esperando pela chegada do instrutor Marcos. Após os primeiros disparos, com os faróis acesos o veículo deixa o local e depois dá fuga ao atirador.
A Polícia Civil trabalhou com a hipótese do crime ter origem passional, pelo fato da esposa da José Nilton ter confessado a troca de mensagens no telefone com o instrutor Marcos, o que gerou ciúmes por parte de José, ocasionando uma discussão com empurrões entre os dois. Só que o marido José negou tal fato.
Ainda no decorrer das investigações a Polícia Civil, com as novas provas coletadas, não tem mais dúvidas de que José Nilton, além de ser o condutor do Corsa branco na noite do homicídio, possa ser o mandante do crime por motivo passional, ao suspeitar de possível traição por parte de sua esposa.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • EMOJI - O FILME
  • ATÔMICA
  • DUPLA EXPLOSIVA
  • A TORRE NEGRA
  • BINGO: O REI DAS MANHÃS
  • O CASTELO DE VIDRO
  • ANNABELLE 2: A CRIAÇÃO DO MAL
  • JOÃO - O MAESTRO
  • PLANETA DOS MACACOS: A GUERRA