Publicado em: 08/02/2018 10h14 - Atualizado em 08/02/2018 10h33

Rápido Sumaré entra com nova ação judicial

Empresa enviou nota de repúdio e lamentou a paralisação de ontem

Da Redação
Werner Münchow Operadora ressalta também a prerrogativa de manter os postos de trabalho
A Rápido Sumaré, razão social da Companhia de Transportes de Indaiatuba (Citi), ingressou com nova ação judicial para recorrer da decisão que a impede de continuar trabalhando em Indaiatuba. A empresa garante ainda que, em momento algum, deixou de cumprir o contrato assinado com a Prefeitura.
Segundo a assessoria da Citi, a direção da operadora de transporte "lamenta a paralisação de ontem, promovida pelo Sindicato dos Rodoviários; e alega que este é o primeiro reflexo das medidas irresponsáveis tomadas pelo atual prefeito, que irão culminar com a demissão de centenas de trabalhadores".
A nota destaca também que os veículos da nova empresa não possuem o posto de trabalho (assento) dos cobradores, e reitera que sua prerrogativa sempre foi a de manter os empregos de todos.
Por fim, a Rápido Sumaré reforça os compromissos assumidos com a população e a qualidade do transporte, salientando que a nova ação judicial, impetrada no dia 5 de fevereiro, tem como objetivo garantir os direitos dos usuários e dos colaboradores. A empresa ressalta ainda não coadunar com os "interesses escusos envolvidos nesses atos irresponsáveis praticados pelo senhor prefeito municipal".

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • CINQUENTA TONS DE LIBERDADE
  • VIVA: A VIDA É UMA FESTA
  • TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME
  • PADDINGTON 2
  • A FORMA DA ÁGUA
  • TODO O DINHEIRO DO MUNDO
  • MAZE RUNNER: A CURA MORTAL
  • THE POST: A GUERRA SECRETA
  • O TOURO FERDINANDO
  • JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA