Publicado em: 04/05/2018 15h18 - Atualizado em 07/05/2018 10h31

Estudante causa acidente com 3 mortes na SP-75

Motorista estava embriagado e teve prisão decretada logo após a ocorrência

Adriana Brumer Lourencini
Paulo Gonçalves/EPTV; Reprodução/Facebook (destaque) O Corsa depois do acidente; no destaque, José Rodrigues e Maria Vera, que moravam em Indaiatuba e iam para Campinas
Um estudante de engenharia elétrica de 22 anos provocou a morte de três pessoas no dia 1º de maio, após atravessar com o carro o canteiro central da Rodovia Santos Dumont (SP-75) e colidir com uma motocicleta que seguia sentido Campinas. O exame do bafômetro indicou embriaguez, e já no dia seguinte, ele teve a prisão preventiva decretada.
Matheus Sastre Soares dirigia o veículo Classic/GM, sentido Indaiatuba, quando, no km 65 capotou o veículo e avançou em direção à cerca que divide as duas pistas. Assim que arrebentou o arame, o estudante ainda colidiu com a motocicleta ocupada por Maria Vera Lucia Soares da Silva, de 59 anos, e José Rodrigues da Silva, de 64 anos, que seguiam para Campinas. O casal morreu no local.
Com o impacto, o veículo pegou fogo. Matheus e o amigo que o acompanhava no banco do carona conseguiram escapar, porém, o ocupante do banco traseiro, Rodrigo Pereira Ferreira, também de 22 anos, ficou preso nas ferragens e morreu carbonizado. O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado e, de acordo com a concessionária AB Colinas, o acidente no trecho do km 64 ocasionou em 4 quilômetros de congestionamento.
O acidente ocorreu na manhã do feriado da terça-feira, por volta das 7h. Matheus contou aos policiais rodoviários que havia passado a noite em um bar, em Indaiatuba, na companhia de amigos. Mais tarde, foi até Sumaré apenas para marcar o ponto no local de trabalho, retornando, em seguida, à Indaiatuba. Durante a viagem de volta, ele confessou ter dormido ao volante.
A prisão preventiva de Matheus foi decretada na quarta (2), após a audiência de custódia. Ele já havia sido detido logo depois da ocorrência. O condutor foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.
A Polícia Militar Rodoviária disse que a moto do casal foi atingida na pista norte da rodovia; contudo, as causas do acidente ainda seguem sob a investigação da Polícia Civil. Para os policiais rodoviários existe a hipótese de Matheus ter perdido o controle da direção quando ainda estava na pista sul, e por isso, invadiu a faixa contrária, atingindo os idosos na motocicleta.
Legislação
O sepultamento de Maria e José ocorreu no dia 2 de maio, no Cemitério Parque dos Indaiás, em urnas lacradas. Segundo apurado junto aos familiares do casal, eles estavam a caminho do trabalho, em Campinas, quando foram atingidos por Matheus. Eles residiam no Jardim Colonial. Já Rodrigo, a terceira vítima, morava no Jardim Fernanda, em Campinas.
O estudante estava embriagado, com índice alcoólico de 0,56 - de acordo com a legislação, acima de 0,33 já é considerado crime de trânsito. Com as mudanças na lei, a pena para quem dirigir embriagado pode variar de 5 a 8 anos de prisão; além disso, a decisão de determinar fiança cabe somente a um juiz.

Veja Também:

Comentar


  Comentário Recentes
Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • DEADPOOL 2
  • CINECLUBE - ARÁBIA
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA
  • A NOITE DO JOGO
  • DESEJO DE MATAR
  • VERDADE OU DESAFIO
  • PAULO, APÓSTOLO DE CRISTO